(: Mulekka :)


Domingo , 31 de Julho


Pra rua me levar

Não vou viver, como alguém que só espera um novo amor
Há outras coisas no caminho onde eu vou
As vezes ando só, trocando passos com a solidão
Momentos que são meus, e que não abro mão
Já sei olhar o rio por onde a vida passa
Sem me precipitar, e nem perder a hora
Escuto no silêncio que há em mim e basta
Outro tempo começou pra mim agora


Vou deixar a rua me levar
Ver a cidade se acender
A lua vai banhar esse lugar
Eu vou lembrar você

É mas tenho ainda muita coisa pra arrumar
Promessas que me fiz e que ainda não cumpri
Palavras me aguardam o tempo exato pra falar
Coisas minhas, talvez você nem queira ouvir
Já sei olhar o rio por onde a vida passa
Sem me precipitar, e nem perder a hora
Escuto no silêncio que há em mim e basta
Outro tempo começou pra mim agora

 Vou deixar a rua me levar

Escrito por Gillmonteiro às 11h18
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sábado , 23 de Julho


O QUE RESTOU DO AMOR?

                  

A vida algumas vezes nos prega  peças.

E quando isso acontece nos sentimos perdidos, infelizes...

Em alguns momentos até chegamos ao fim do poço.

Mas, quando menos esperamos... nos reerguíamos e em meio à confusão, aprendemos a nos amar.

Esse amor por nós mesmos faz-nos ver a vida diferente.

Essa metamorfose em que somos submetidos nos faz ver o lado bom do que nos aconteceu,  que outros momentos isso não seria possível.

Durante as “fases” da metamorfose podemos ver o quanto foi lindo o amor que vivemos.

Até que chegamos por fim na “fase” em que o fim do amor, não é exatamente o FIM. É o começo de uma nova forma de ama, ou quem sabe a  descoberta de um novo amor...

 

Gel, 23 de julho2005

Escrito por Gillmonteiro às 20h58
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sábado , 16 de Julho


Sinto em meus ombros o peso de muitas vidas.

Embora não tenha tantos anos assim, muitas vezes parece-me que toda a tristeza do mundo paira sobre mim.

Quem realmente me conhece não acreditaria no que acabo de escrever, confesso que nem eu,  mas, a vida é assim e hoje eu não mim sinto Mullekka.

Estou só, precisando tomar decisões sérias, de “gente grande”, não que isso seja novidade para mim, já tenho feito isso há algum tempo,

mas acho que prefiro continuar sendo Mullekka ,  já que também não tive oportunidade ser.

Acredito que estou mesmo é perdida no que realmente sou, Mullekka ou mulher? Eis uma decisão a tomar.

Sendo Mullekka não posso brincar, sendo Mulher não posso amar.

Há algum tempo senti-me como uma menina em meio a um turbilhão de descobertas.

Algumas dessas descobertas, não muito boas, fui forçada a viver como ” gente grande”, tiraram minha “terceira perna” tive que aprender andar com as que me restaram.

 Sofri. Superei (acho).

E agora? O que mim aflige?

Sou dona de mim, livre.

Se o financeiro e os meus filhotes permitissem mais, faria o que mim dessa na telha (e faço na medida do possível).

Então o que está me prendendo?

O que fazer ? Será que pode o amor de novo acontecer?

Não admito que fique confusa minha vida. Devo está mesmo é cansada de viver.

 

Escrito por Gillmonteiro às 15h54
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sábado , 09 de Julho


PARABÉNS

AINDA MENINA

NÃO NA IDADE

MAS EM MATURIDADE

ESQUECI A INFÃNCIA

PARA MÃE VIR A SER

E SABE O QUAL A DESCOBERTA?

QUE  NÃO PODERIA TER MELHOR INFÃNCIA

SE NÃO ESTIVESSE CONVIVENDO COM VOCÊ.

UELISSON, MAMÃE AMA VOCÊ.   

Escrito por Gillmonteiro às 17h28
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sábado , 02 de Julho



Eu quero te roubar pra mim
Eu que não sei pedir nada
Meu caminho é meio perdido
Mas que perder seja o melhor destino

Agora não vou mais mudar
Minha procura por si só
Já era o que eu queria achar

Quando você chama meu nome
Eu que também não sei aonde estou
Pra mim que tudo era saudade
Agora seja lá o que for

Eu só quero saber em qual rua
Minha vida vai encostar na tua

Mas saiba que forte eu sei chegar
Mesmo se eu perder o rumo
Mas saiba que forte eu sei chegar
Se for preciso eu sumo

Eu só quero saber em qual rua
Minha vida vai encostar na tua

Escrito por Gillmonteiro às 15h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

Sexta-feira , 01 de Julho


Nossa que frio !

Quem vem me aquecer?

Escrito por Gillmonteiro às 01h38
[ ] [ envie esta mensagem ]

Amor palavra sagrada

Pureza que vem do coração

Vai nascendo de um nada

Mas de tudo é a razão

É um sentimento profundo

Grandioso e sem igual

Supera tudo no mundo

Talvez até o ódio e o mal

Amar é saber perdoar

Amar é saber padecer

É sorri e também chorar

Amar é a razão do viver.  

será?

Escrito por Gillmonteiro às 01h15
[ ] [ envie esta mensagem ]
Busca na Web:

Perfil

Meu perfil
BRASIL, Nordeste, IRECE, Boa vista, Mulher, de 26 a 35 anos, Portuguese
MSN -